ALERGIAS

Roupas de cama devem ser trocadas com mais frequência no verão

  • 09 de janeiro 2018
  • por Editor

Você troca sua roupa de cama e banho com frequência? Ou nem se lembra da última vez que fez isso? Agora no verão, é bom redobrar os cuidados. De acordo com a alergologista Rosaly Vieira dos Santos, da Otorrinos Curitiba, fungos e bactérias podem se instalar nessas roupas, causando infecções.

 

 

Em média, a roupa de cama deve ser trocada pelo menos 1x por semana. As toalhas de banho, mão e rosto devem ficar o menor tempo possível molhadas para evitar a proliferação de fungos e bactérias.

 

 

As toalhas de mão e de rosto devem ser trocadas a cada 2 dias e as de banho no mínimo semanalmente, deixando-as bem esticadas após o uso.
Agora no verão, a frequência deve ser maior, com a roupa de cama sendo trocada pelo menos 2x por semana.

 

 

O suor causa mais umidade na cama, aumentando a quantidade de fungos e bactérias.
A maior parte de ácaros está no colchão, pois eles se alimentam de restos cutâneos. A recomendação é usar capas impermeáveis para colchão e travesseiros pois elas como uma barreira mecânica, minimizando o contato com o ácaro, e devem ser lavadas 2x por semana.

 

Casa limpa, saúde em dia!

 

 

Viver num ambiente limpo é fundamental para evitar doenças. E se no ambiente circulam crianças, idosos e portadores de doenças crônicas, os cuidados devem ser redobrados.
Segundo Rosaly, o alérgeno mais comum é o ácaro, que vive na poeira domiciliar e se alimenta tanto de células mortas por descamação cutânea como de fungos.

 

“Para as pessoas alérgicas, a dica é evitar produtos muito abrasivos. Dê preferência aos neutros e suaves, evitando ceras e lustra-móveis”, comentou a alergologista.
Na lavagem das roupas, o importante é fazê-la com água e sabão. Se possível, as roupas de cama e banho devem ser lavadas com água a 55°C ou com secadoras ou passagem de roupas que alcancem essa temperatura.

 

Mais dicas

A doutora Rosaly listou outras dicas importantes para quem quer passar o verão numa boa:

:: Mantenha a casa arejada e deixe o ar circular;

:: Deixe os móveis com alguma distância das paredes, permitindo a circulação do ar;

:: Após tomar banho, deixe a porta e janela abertas para que a umidade seja liberada;

:: Quando for limpar a casa, utilize pano úmido para que a poeira fique no pano e não no ar;

:: Evite, sempre que puder, o uso do ar-condicionado, pois ele pode provocar ressecamento das vias aéreas, causando sangramento nasal, além de favorecer o aparecimento de resfriados;

:: Se possível, evite tapetes e cortinas. Prefira cortinas de tecidos fáceis de lavar e que juntem menos pó, como tecidos leves ou persianas.
:: Não fume. A irritação constante da membrana das mucosas respiratórias facilita o ataque dos alérgenos, fungos e bactérias.

 

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *