Consultório Médico

Saiba tudo sobre a endometriose

  • 27 de julho 2018
  • por Editor

 

Após obter um diagnóstico de endometriose, é comum que as mulheres tenham muitas dúvidas e busquem se cercar de informações precisas para cuidar de sua saúde.
A condição é delicada e exige atenção e cuidados. Cada boa iniciativa que a paciente tomar em relação à sua alimentação, estilo de vida e prática de exercícios, entre outros, pode pesar positivamente para a melhora da sua saúde.
Entre tantas perguntas e mudanças a fazer, preocupações com quadros mais sérios podem surgir. Também é comum que, neste momento de atenção com a saúde, a ansiedade e até certo nervosismo levem a mulher a considerar panoramas que não condizem com a realidade.

 

Como se caracteriza cada uma?

A endometriose é caracterizada pela presença do tecido que reveste o interior do útero, chamado endométrio, fora da cavidade uterina – em trompas, intestino e ovários, por exemplo;
O câncer pode, sim, acometer o endométrio – o que não quer dizer que, para ele surgir, é preciso ter endometriose. Mulheres sem endometriose podem ter câncer do endométrio, e a grande maioria é assim. A confusão maior surge porque, na endometriose, as células se multiplicam para fora do útero, e isso também ocorre no surgimento do câncer.

 

Mulheres com endometriose têm maior risco de câncer?

Apesar de não haver uma relação clara entre a presença da endometriose e a gênese de câncer, alguns estudos sugerem que mulheres com endometriose tem maior risco de alguns subtipos de câncer de ovário, como o endometrioide e de células claras.
As principais explicações se baseiam na inflamação causada pela endometriose, além da resposta imune alterada, que pode favorecer o surgimento do câncer. Mas vale lembrar que todo câncer se origina de uma célula que se modificou e cresceu desordenadamente. E, por isso, a endometriose não causa câncer.
Portanto, é melhor procurar um profissional para confirmar seus achados é o médico de sua confiança.

 

Confira a entrevista com o Dr. Fábio Roberto Fin, Especialista em cancerologia cirúrgica:

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *