Consultório Médico

Adultos e crianças podem ser afetados pelos enjoos em viagens; saiba como evitá-los

  • 06 de setembro 2018
  • por Carol

O feriado está chegando. E se você vai viajar, mas sofre de problemas de enjoo durante o voo ou até mesmo nas viagens de carro, saiba que seu problema não é tão incomum assim.

Dr. José Luiz Pires Júnior, otorrinolaringologista, falou sobre os enjoos em viagens com a Carol Chab no Programa Manhã da Mais.

 

 

 

 

A cinetose, também chamada de enjoo de movimento, caracteriza-se pela sensação de náusea quando andamos em qualquer meio de transporte, alterando o sistema vestibular responsável pelo equilíbrio.

A cinetose tem maior probabilidade de ocorrer se fixarmos nossa visão em uma imagem estática como livros, revistas ou smartphones enquanto estamos em movimento. Segundo otorrinolaringologista,  “Isso ocorre porque nessas condições não recebemos informação visual referente ao movimento, assim torna-se conflitante com a percepção de movimento do labirinto”.

Os sintomas de náuseas, enjoos e até mesmo vômito são desencadeados pela movimentação, que causa um estímulo exagerado do labirinto, mas alguns dos efeitos podem surgir horas depois da atividade que os desencadeou e serem agravados pela continuidade do movimento.

 

 

Como evitar?

Para diminuir as chances de enjoo e náuseas durante as viagens, a dica do especialista é: quando estiver em movimento, tentar fixar a visão no horizonte ou o mais distante possível, olhando para fora do meio de transporte.

“Outras orientações são: evitar olhar próximo ou ler quando estiver em movimento. Em viagens de carro mais longas ou principalmente quando temos a movimentação do mar, prefira refeições mais leves e evite bebidas alcoólicas”.

 

 

 

Tratamento

Para pacientes com cinetose, o tratamento deve ser feito com orientação médica, sendo o médico otorrinolaringologista o especialista mais adequado.

“O tratamento da causa, seja ela vestibular ou neurológica, muitas vezes necessita de tratamento multidisciplinar. Também há a possibilidade de realizar um tratamento medicamentoso preventivo ao evento, ou seja, para a viagem em questão”, alertou doutor.

A cinetose pode ocorrer em crianças e adultos. Nem todos os pacientes têm essa predisposição, porém todos que a tiverem devem procurar um otorrinolaringologista para avaliação de seu equilíbrio.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *