Consultório Médico

Criolipólise é a nova lipo

  • 17 de setembro 2018
  • por Carol

A criolipólise, é a aposta para reduzir as gordurinhas para o verão. Esse tratamento é considerado a nova lipo.

 

Tem gente que já está na contagem regressiva para o verão. A praticamente três meses da estação mais quente do ano, aumenta a procura – principalmente das mulheres – por tratamentos que auxiliem na redução da gordura localizada, especialmente para diminuir aqueles pneuzinhos no abdômen que insistem em fazer morada onde não devem…
Conhecida como a “nova “lipoaspiração”, a criolipólise é uma das principais apostas para quem deseja começar o verão com tudo em cima. Ticiane Araújo Mallmann, fisioterapeuta dermatofuncional da Neoderme e membro efetivo da Associação Brasileira de Fisioterapia Dermatofuncional (ABRAFIDEF), explica que a técnica consegue fazer a eliminação definitiva de até 35% de gordura na região tratada.

 

 

 

 

Como funciona?
A tecnologia utilizada (CoolTech) é uma excelente alternativa para tratamentos de gordura localizada, sem a necessidade de procedimentos cirúrgicos invasivos. O sistema monitora constantemente a temperatura, e os aplicadores têm desenho ergonômico que se adaptam às várias partes do corpo, proporcionando uma remodelação corporal.
A tecnologia da criolipólise faz com que ocorra um resfriamento intenso das células de gordura do local tratado, ocorrendo uma espécie de ‘inflamação’, eliminando até 35% da gordura da região em uma única sessão.

 

 

Para onde vai a gordura?
Toda célula de gordura que morreu no processo de criolipólise é fagocitada e metabolizada no prazo de até 90 dias. Essa gordura não é eliminada por vias excretoras de urina e fezes.

 

Contraindicação da criolipólise
Como qualquer procedimento estético, é preciso ficar atento às contraindicações. A criolipólise é contraindicada para gestantes, pacientes com alterações da pele no local da aplicação e urticária ao frio, por exemplo.

Segundo a especialista, é sempre importante uma avaliação antes do procedimento. “Durante a avaliação o profissional faz a mensuração do tamanho da gordura, analisa a pele, tira as fotos e faz a bioimpedância (exame que analisa a composição corporal)”, acrescenta.

 

Lembrando que a melhor indicação do tratamento é para pacientes com gordura localizada e até médio sobrepeso. “A criolipólise não é recomendada para pessoas obesas”, reforça.

 

Quantidade de sessões
Cada paciente tem uma característica corporal, por isso os resultados podem variar. Em média, após 20 dias já é visível a diminuição da gordura, mas o resultado final se dá após três meses.
O paciente pode fazer até três sessões na mesma região, com intervalo de três meses entre cada sessão. Muitos pacientes se beneficiam com apenas uma sessão. Cada região necessita de 70 minutos em acoplamento.

Invista num modelo de vida saudável
É importante sempre alertar o paciente de que o tratamento ajuda e muito na redução de gordura, mas é preciso manter uma dieta balanceada e hábitos de vida saudáveis.
De acordo com a dermatofuncional, “não há milagres apenas com o tratamento, então desconfie se o profissional disser que o procedimento será a resolução completa para o problema. O paciente tem que se conscientizar e fazer sua parte”, finaliza.

 

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *