Entrevista do dia

Bombeiros dão dicas para prevenção contra ataques de abelhas, vespas ou marimbondos

  • 15 de março 2019
  • por Repórter

(Foto: Reprodução/ Pixabay)

 

 

O calor e a florada influenciam no surgimento de enxames itinerantes e aumento do número de insetos nas colmeias. O calor também deixa as abelhas, vespas ou marimbondos mais agitados e agressivos. Por isso, para evitar problemas, o Corpo de Bombeiros Militar recomenda alguns cuidados. Sobre o tema a Carol Chab conversou com a Capitã Rafaela Diotalevi, oficial de comunicação social do Corpo de Bombeiros.

 

 

 

 

 

Confira as recomendações: 

 

• Evite movimentos bruscos e excessivos quando próximo a colmeias
• Não grite, pois as abelhas são atraídas por ruídos, principalmente os agudos
• Evite operar qualquer máquina barulhenta próximo a colmeias. Examine a área de trabalho antes de usar equipamentos motorizados

 

• Ensine as crianças a se precaver e não matar as abelhas, vespas ou marimbondos
• Se for atacado, proteja o pescoço e o rosto das picadas, com a ajuda de uma camisa ou outra vestimenta. Se a ferroada ocorrer na cabeça e/ou pescoço, procure imediatamente auxílio médico

 

• Pessoas alérgicas a picada de insetos devem evitar caminhadas em áreas de mata, pois para quem é sensível à peçonha, apenas uma picada pode ser suficiente para gerar um choque anafilático
• Caso seja alérgico a picadas, pergunte ao seu médico o que fazer
• Caso alguém seja picado, é importante que faça a remoção imediata dos ferrões, pois eles continuam liberando peçonha gradativamente. A sua retirada interrompe esse processo
• Após a picada, a abelha perde seu ferrão e a bolsa de peçonha e morre. Contudo, o mesmo não se aplica às vespas e marimbondos. Após picar eles estão prontos para atacar novamente

 

• Em casos de formação de colmeias em residências, o proprietário deve acionar uma empresa de apicultura especializada para a remoção do foco. Nos casos mais críticos, acionar o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.