Mais saúde

Março Lilás: câncer de colo de útero pode ser prevenido com exame anual

  • 21 de março 2019
  • por Repórter

(Foto: Divulgação/Pixabay)

 

 

A doença, que apresenta incidência maior em países menos desenvolvidos, pode ser prevenida com o Papanicolau.

 

 

Além de ser considerado o mês da mulher, março também é o mês de alerta e prevenção ao câncer de colo de útero – é o Março Lilás. A doença é a quarta maior causa de morte de mulheres por câncer no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Dados da instituição mostram que em 2018, foram mais de 16 mil novos casos da doença no país. Confira a entrevista:

 

 

 

O médico oncologista do IHOC / Grupo Oncoclínicas, Elge Werneck, alerta para a importância de manter seus exames em dia, principalmente os ginecológicos, para prevenção e controle da doença. “Países desenvolvidos, com uma saúde pública estruturada, tem baixa incidência da doença. Em muitos países esses números são extremamente reduzidos. O câncer de colo de útero está diretamente ligado a falta de um controle anual da saúde que, para as mulheres, acontece na visita ao ginecologista” afirma o médico. O câncer de colo de útero é causado pela infecção do vírus do HPV, um vírus transmitido sexualmente que na maioria das vezes é assintomático. “Os sintomas são verrugas genitais e coceira e, se descoberto no início, uma simples cauterização soluciona o problema”, afirma o médico.

 

 

O exame de Papanicolau, também chamado de preventivo ou colpocitologia oncotica , é o método ideal para prevenir e identificar alterações no útero. “Apesar de outros fatores como tabagismo, outras doenças sexualmente transmissíveis e grande número de gestações poderem favorecer o desenvolvimento desse tipo de câncer, sabe-se que essa doença é quase que exclusivamente causada pela contaminação do HPV”, explica.

 

 

(Fonte Via assessoria)

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.